CGMS: Continuous Glucose Monitoring System

CGMS: Continuous Glucose Monitoring System

O CGMS, o primeiro aprovado nos Estados Unidos, permite que se façam várias medidas em interstício. Os valores são agrupados e a cada 5 minutos registram um total.

O sensor dura até três dias e capta os resultados, fazendo um download para produzir observações do registro. Em alguns casos são usados por sete dias.

O equipamento tem um pequeno eletrodo, ligado a um router, que faz um donwload para um outro equipamento. Tem um visor cego. Ao ser colocado e precisa de um pré-aquecimento de uma hora, depois disso faz-se um valor de glicemia que é incluído.

São cerca de 280 medições por dia. Segundo o Dr. Minicucci, tanto o paciente como o familiar. É importante que o paciente faça um diário com a alimentação e contagem de carboidratos para que o médico avalie o motivo das oscilações da glicemia.

De acordo com a apresentação do Dr. Minicucci, o uso do CGMS serve para:

– melhorar o controle glicêmico
– detectar e reduzir o risco de eventos hipoglicêmicos
– melhorar os esquemas de insulinização intensiva.

Com o acompanhamento dos gráficos é possível detectar exatamente os picos e avaliar o que é preciso fazer para melhor o controle do paciente.

Em um sumário, observam-se as médias, desvios padrões e, inclusive, quanto tempo o paciente ficou dentro do limite ou acima do limite.

Deixe um comentário