Consumo excessivo de gorduras trans está associado a piora da função cerebral

Consumo excessivo de gorduras trans está associado a piora da função cerebral

Estudos recentes mostram que as vilãs da dieta saudável se revelaram também prejudiciais a algumas funções cerebrais.

Conduzido pela Universidade da Califórnia, um estudo envolvendo 694 homens, com idade em torno dos 45 anos, demonstrou que a ingestão de grandes quantidades de gorduras trans está associada a redução da memória. Segundo dados do estudo, o grupo de homens que ingeriam as maiores quantidades de gorduras trans, lembraram de 11 a 12 palavras a menos quando comparados aqueles que não ingeriam, de uma média de 86 palavras.

As gorduras trans estão associadas a dietas que contenham grandes quantidades de alimentos processados e industrializados, frituras etc. Já há muito tempo, essas gorduras são contraindicadas pelas grandes associações com obesidade e risco de doenças cardiovasculares. Agora, os danos as funções cerebrais representam mais um grande motivo para se optar por uma alimentação saudável.

Pesquisas anteriores também já associaram esse tipo de gordura com comportamentos mais agressivos e piora do humor. Há ainda, neurologistas que indicam o menor consumo de gorduras trans para prevenir demências e preservar a memória.

Portanto, inúmeras são as indicações para a escolha de uma alimentação saudável. O consumo de grãos integrais, vegetais e frutas se mostra mais uma vez como a melhor escolha para prevenir uma série de doenças metabólicas (diabetes, dislipidemias), doenças do coração e, agora, melhor função cerebral. Sendo assim, uma dieta balanceada e equilibrada ajuda a manter corpo e mente saudáveis!

Por Aline de Fátima Dias

Estudante de Medicina

Deixe um comentário