Alimentação saudável: comer grãos integrais pode aumentar a expectativa de vida

Estudos recentes mostram que o consumo diário de grãos integrais reduz 5% do risco de mortalidade total e 9% do risco de mortalidade por doenças cardiovasculares. A pesquisa acompanhou mais de 100 mil indivíduos por 26 anos, sendo 74342 mulheres (Nurses’ Health Study) e 43744 homens (Health Professionals Follow-up Study).

Assim, o famoso grão integral já conhecido por prevenir doenças crônicas, agora mostrou que pode contribuir para uma maior longevidade.

Segundo o Guia de Dieta Americano de 2010, recomenda-se o consumo mínimo diário de 3 a 5 porções de grãos integrais (sendo 28g por porção), o que equivale a uma fatia de pão integral. Entretanto, apenas 5% dos americanos consomem essa quantidade mínima.

Estudos anteriores já mostraram que a substituição do arroz branco por grãos integrais poderia reduzir os riscos de diabetes tipo 2. Também já houve associação deste alimento com a redução dos riscos de câncer colorretal em homens.

Os grãos integrais são benéficos por não causarem aumentos drásticos do açúcar no sangue ou dos níveis de insulina como o açúcar e outros carboidratos, o que explica a redução do diabetes e doenças cardiovasculares. Ainda contém muitos nutrientes como magnésio e vitaminas que são responsáveis pela prevenção de doenças do coração e diabetes.

Assim, as fibras encontradas nos grãos integrais são comprovadamente muito benéficas para saúde por poderem reduzir as doenças crônicas (principalmente cardiovasculares), síndromes metabólicas, diabetes e alguns cânceres, podendo então, não só aumentar a longevidade como a qualidade de vida da população.

Veja mais em: medscape.com

Aline de Fátima Dias
Estudante de Medicina da UNICAMP

Tags: ,