Diabetes na Infância. Cuidados e Doses de amor

No próximo dia 12 de outubro, mais um Dia das Crianças chega alegrando milhões de crianças pelo país. É uma data festiva, repleta de presentes e momentos inesquecíveis com familiares. O dia serve também para pensarmos sobre a situação de crianças que, por um ou outro motivo, tiveram a infelicidade de estar doentes nessa data especial. O diabetes é uma dessas doenças que afeta milhares de crianças e, embora traga consequências para toda a vida, pode ser enfrentado com extremo sucesso, tornando essas crianças livres, felizes e desimpedidas, sem o menor sinal do estigma que já tanto caracterizou o diabetes no passado.

Um mundo novo se forma para pais que tem seus filhos diagnosticados com diabetes. Caem de paraquedas em um contexto novo de dieta, medidas de glicemia, o medo da hipoglicemia, consultas constantes ao médico e o uso da bomba de infusão de insulina.  A criança aprende pouco-a-pouco todos os aspectos de sua doença e seu cuidado, tomando consciência da sua condição, bastante séria, mas perfeitamente tratável. É justamente por isso que a educação tanto dos pais, quanto das crianças, é papel central no manejo da doença, porque é apenas a partir de esclarecimentos que o melhor cuidado é tomado e mitos são desfeitos. Diversas são as fontes para buscar esse conhecimento, sendo através do médico, nutricionista, livros, revistas ou portais confiáveis da internet.

O nosso site tem como uma de suas metas fornecer informações de fácil acesso que esclareçam dúvidas e permitam um ganho de conhecimento sobre a doença. A seção "Meu Filho tem Diabetes, e Agora?" tem justamente o propósito de atender a essa necessidade dos pais.

Além do conhecimento, diversas outros aparatos existem na atualidade para que essas crianças sejam bem cuidadas e para que o diabetes desempenhe um papel cada vez menos central em suas vidas. Alimentos diet e zero, glicosímetros, sensores, monitores contínuos de glicose (GCM), bombas de infusão de insulina e a clássica insulina são todos itens que estão à disposição da saúde.

Desejamos um excelente dia das crianças a todos os nossos pequenos leitores ou filhos de nossos leitores. Não é possível viver sem o diabetes, mas sim viver como se ele não estivesse ali.

Por Dr. Antonio Carlos G. Barros Jr.