Oscar e a pipoca. O que isso influencia no meu peso?

A premiação do Oscar 2013 ocorrerá em 24 de fevereiro. O maior título da indústria do cinema ocorre desde 1929, sendo idealizado pelo chefe de estúdio da MGM, Louis B. Mayer. Para poder ser indicado ao prêmio, o filme deve ter sido rodado em Los Angeles entre os dias 1 de janeiro e 31 de dezembro, e ter pelo menos 40 minutos de duração. O grande vencedor de 2011 foi O Discurso do Rei.  Já em 2012 quem roubou a cena foi o longa O Artista. Para 2013, estão indicados:

 

"Indomável sonhadora"
"O lado bom da vida"
"A hora mais escura"
"Lincoln"
"Os Miseráveis"
"As aventuras de Pi"
"Amor"
"Django livre"
"Argo"

Nesse período em que os filmes de Hollywood estão em destaque, cabe uma análise sobre como mudou o que se come nas salas de cinema. A tradicional pipoca vendida pelas redes de cinema tem embalagens cada vez maiores, em combos (refrigerantes e chocolates variados acompanhando) mais generosos.  Segundo levantamento da NIH – National Institute of Health, há 20 anos, a pipoca vendida era uma porção com 270 calorias. Hoje em dia, os potes nada modestos têm 630 calorias! Isso tudo para filmes com duração de cerca de 1h30 e se não considerarmos a já tradicional opção de pipoca amanteigada ou então a opção de refil – pode-se encher  novamente a embalagem apresentando o pacote vazio, promoção existente em muitas redes de cinema pelo país.

Os refrigerantes também já escapam do padrão em que se tinha 300mL como porção pequena e 500mL como a opção média. Copos com 700mL e 1 litro já são facilmente encontrados nas redes de cinema, sempre tendo preços mais vantajosos quanto maiores os combos comprados.

Grandes filmes concorrem nesse ano, alguns deles ainda em cartaz. Para curtir todos eles, é sempre importante escolher com cautela aquilo que se irá consumir durante o filme. Pipocas são uma ótima pedida, desde que em porções moderadas, sem exageros. Garrafas de água costumam ser mais baratas que os copos de refrigerantes e eliminam a sede causada pela pipoca de modo eficiente. Não pular refeições para se satisfazer com comilanças e guloseimas durante o filme é uma boa dica para comer de maneira mais saudável e gastar menos dinheiro.

Por Antonio Carlos G. Barros Jr com supervisão de Dr. Walter Minicucci

Fale Conosco

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida

Av. José Bonifácio, 1901 - Jardim das Paineiras - Campinas - SP,13092-305,Brasil

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O que você procura?

Insulina Humana

A insulina humana (NPH e Regular) utilizada no tratamento de diabetes atualmente é desenvolvida em laboratório, a partir da tecnologia de DNA recombinante. A insulina chamada de ‘regular’ é idêntica à humana na sua estrutura. Já a NPH é associada a duas substâncias (protamina e o zinco) que promovem um efeito mais prolongado.

Análogo de Insulina

Um análogo de insulina é uma forma alterada de insulina, diferente de qualquer que ocorrem na natureza, mas ainda está disponível para o corpo humano para executar a mesma acção de insulina humana em termos de controle glicêmico.

Canetas Descartáveis

As canetas descartáveis, já vem carregadas com insulina e ao terminar seu uso são dispensadas e pega-se uma nova caneta, dispensa portanto a troca de refis, tornando o uso ainda mais simples.

Canetas Reutilizáveis

As canetas podem ser reutilizáveis, e que se compra o refil de 3 mL de insulina para se carregar na caneta. Neste caso é importante observar que as canetas são específicas para cada fabricante de refil.